Ombro e Cotovelo: Saiba tudo sobre essa especialidade - Instituto Salute
Home » Conheça nossas especialidades » Ombro e Cotovelo: Saiba tudo sobre essa especialidade

Os especialistas em ombro e cotovelo da clínica ortopédica Instituto Salute são habilitados para corrigir e tratar problemas que acometem estas duas articulações. Cirurgias de pequeno e grande porte, artroscopias e procedimentos ambulatoriais compõem o escopo do trabalho do grupo.

Eles trabalham em contato contínuo com fisioterapeutas, fisiatras, terapeutas ocupacionais e ortopedistas de outras especialidades, focando o atendimento como um todo.

Dentre as principais enfermidades que acometem ombro e cotovelo estão: Síndrome do Manguito Rotador, Capsulite Adesiva ou Ombro Congelado, fraturas no ombro e Epicondilite ou Cotovelo de Tenista.

Conheça mais sobre as doenças do ombro e cotovelo

As patologias do ombro e cotovelo são muito comuns. O ombro é uma articulação delicada, portanto, ele precisa de muita atenção e cuidado.  Apesar de ser a articulação com maior amplitude de movimento do corpo, o ombro também é considerado a articulação mais instável.

Conheça abaixo as principais doenças tratadas pelos profissionais da clínica ortopédica Instituto Salute, localizada nos Jardins, em São Paulo.

 

Síndrome do manguito rotador

A síndrome do manguito rotador, também conhecida como síndrome do impacto do ombro, ocorre quando há uma lesão nas estruturas que ajudam a estabilizar esta região. Normalmente, os pacientes relatam dor no ombro, além de dificuldade ou fraqueza para levantar o braço. 

Ela pode ser causada tanto por uma tendinite como pela ruptura parcial ou total de tendões da região.

O manguito rotador é formado por um conjunto de quatro músculos responsáveis por movimentar e dar estabilidade ao ombro, que são o infra espinhal, o supraespinhal, o redondo menor e o subescapular, junto com seus tendões e ligamentos. 

As lesões nesta região costumam ocorrer devido a uma inflamação causada pelo desgaste, irritação ou por um impacto devido ao uso excessivo da articulação, o que é mais comum em atletas ou pessoas que trabalham carregando peso com os braços.

O tratamento da síndrome do manguito rotador consiste em repouso, aplicação de gelo e fisioterapia, sendo que o ortopedista também poderá indicar o uso de anti-inflamatórios para aliviar a dor ou, em casos em que não há melhora, pode ser necessária a realização de uma cirurgia. 

 

Tendinite calcária

A tendinite calcária é um tipo de tendinite de ombro em que há deposição de cálcio (calcificação) no tendão. É uma causa de dor comum nos pacientes ao redor dos 40 anos de idade, sendo mais comum em mulheres. 

Não se conhece ao certo qual o mecanismo que gera o depósito de cálcio dentro do tendão. Sabe-se que pode ocorrer uma tendinite prévia, associada a uma diminuição provisória da vascularização do tendão.

O depósito de cálcio ocorre lentamente ao longo de meses e pode gerar dor leve ou desconforto, semelhante à uma tendinite leve. Contudo, de uma hora para outra pode ocorrer uma dor muito intensa. 

O tratamento varia de acordo com os sintomas e com a fase da calcificação. Ele pode incluir o uso de analgésicos e antiinflamatórios, infiltrações no ombro (injeções com anestésicos locais e corticóide), lavagem da região (barbotagem) e fisioterapia.

 

Capsulite adesiva ou ombro congelado

Condição caracterizada por dor e rigidez na articulação do ombro, sendo mais comum em pessoas com diabetes e que já ficaram com o braço imobilizado por um longo período.

A cápsula articular do ombro é uma estrutura a base de colágeno, elástica e flexível, que reveste a articulação, ajudando na estabilidade e função do ombro. Quando inflama, ela incha, fica vermelha e mais espessa, perdendo sua elasticidade. 

Os principais sintomas da capsulite adesiva é dor e a progressiva limitação dos movimentos dessa articulação. Geralmente, a dor surge sem uma causa aparente, mas ela também pode estar relacionada a alguma lesão, mau jeito ou cirurgia anterior do ombro.

O ombro congelado possui três fases. Inicialmente, surge a dor com a progressiva limitação dos movimentos do ombro de forma gradual, a denominada fase inflamatória. Em seguida, vem a fase restritiva ou de “congelamento”, quando os movimentos já estão bem limitados. Por fim, há a fase de “descongelamento” ou da restauração dos movimentos do ombro, também lenta e progressiva, podendo levar de seis meses até cerca de dois anos ou mais.

 

Bursite

Inflamação das bolsas cheias de líquido (bursas) que protegem as articulações e ocorre com mais frequência em articulações que realizam movimentos repetitivos frequentes. Os sintomas incluem dor, inchaço e rigidez e as áreas mais afetadas são joelhos, ombros, cotovelos e quadris.

A bursite de ombro, também conhecida como bursite subacromial, é caracterizada por apresentar dor ao realizar movimentos de ombro. Ela pode ser subdividida em:

  • Bursite aguda: condição extremamente desconfortável, pois ao levantar o ombro a resposta é uma dor intensa e muito restrita, sendo acompanhada por um arco doloroso. 
  • Bursite Crônica Primária: causada pelas mudanças degenerativas, especialmente do músculo supraespinhal e da articulação acromioclavicular, ou causada por doenças sistêmicas, como a artrite reumatoide.
  • Bursite Crônica Secundária: é mais comum do que a primária, resultante de outras patologias do ombro, como a ruptura do ligamento coracoumeral medial. O paciente relata dor no ombro que pode se irradiar para a parte superior do braço.

 

Epicondilite medial e lateral ou cotovelo de tenista

A epicondilite lateral ou cotovelo do tenista é uma inflamação que ocorre na origem dos tendões extensores radiais do punho. Classicamente começa no tendão extensor radial curto do punho e pode se alastrar para o tendão extensor radial longo do punho.

Já a epicondilite medial ou cotovelo do golfista é uma inflamação que ocorre na origem dos tendões flexores do punho.

O paciente com epicondilite lateral ou medial apresenta dor para levantar e abaixar o punho, para digitar, perda de força, dor que piora com o decorrer das atividades durante o dia e dor noturna. A dor pode se iniciar no cotovelo mas normalmente estende-se por todo o antebraço.

O tratamento pode ser conservador, com antiinflamatórios, fisioterapia, alongamento e fortalecimento muscular, ou cirúrgico.

Caso você tenha uma doença no ombro e cotovelo, sempre procure por um médico capacitado. 

Localizado nos Jardins, o Instituto Salute fica dentro de uma clínica ortopédica onde também estão dois grupos de fisioterapia (ITC Vertebral e Instituto Trata) e um grupo de Pilates. Todos atuam de forma integrada, facilitando a comunicação entre os profissionais envolvidos no tratamento dos pacientes. 

O objetivo do Instituto Salute é resolver os problemas dos pacientes de forma individualizada e integrada, oferecendo soluções reais e conforto em todas as esferas relacionadas ao tratamento.

Dr. César Luiz Betoni Guglielmetti

Dr. César Luiz Betoni Guglielmetti

Médico Ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo, pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É Médico Ortopedista do Corpo Clínico e das Unidades de Pronto Atendimento dos Hospitais Sírio-Libanês, 9 de Julho e Samaritano, Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo.

Blog e Artigos