Dor Crônica: Saiba tudo sobre essa especialidade - Instituto Salute
Home » Conheça nossas especialidades » Dor Crônica: Saiba tudo sobre essa especialidade

A dor crônica é aquela que persiste ou recorre por mais de três meses, persiste por mais de um mês após a resolução de uma lesão tecidual aguda ou acompanha uma lesão que não se cura. 

Entre as principais causas da dor crônica estão as doenças crônicas (câncer, artrite e diabetes), lesões (hérnia de disco e ligamento rompido) e várias doenças primárias (dor neuropática, fibromialgia e cefaleia crônica). 

É possível dizer que a dor crônica altera a qualidade de vida do paciente, pois além de causar graves problemas, ele ainda pode desenvolver tensão muscular, dificuldades de mobilidade, baixa de energia e perda de apetite.

Fora esses fatores físicos, a dor crônica traz complicações psicológicas, como quadro de emoções fragilizadas, desenvolvendo depressão, irritação e ansiedade. 

As mulheres são as que mais são acometidas por essas dores e suas causas podem ser de origem genética e/ou hormonal. O uso de salto alto, a menopausa, a má postura e a falta dos hormônios podem provocar dor crônica.

Tratamentos para dor crônica

Para pacientes com dor crônica costumamos indicar três tipos de tratamentos, que vai depender da gravidade da situação.

 

Ginástica holística

O movimento é um dos melhores remédios para as dores e o resultado é ainda melhor se os exercícios promovem movimentos de forma holística. 

A ginástica holística permite o alívio das dores musculares e das articulações, promove a redução do estresse e da ansiedade, além de permitir o realinhamento da postura. Com isso, é possível amenizar e prevenir dores crônicas.

 

Fisioterapia analgésica

Esse é um método da fisioterapia que ajuda a reduzir o quadro de dor. Um profissional especializado nessa área tem condições de aplicar técnicas como ultrassom, laser e estimulação elétrica nervosa transcutânea.

 

Cirurgia

Quando outras tentativas de tratamento já foram realizadas, porém sem sucesso, a cirurgia pode ser indicada. Ela pode ser feita através de técnicas convencionais ou minimamente invasivas.

Blog e Artigos